IMPORTANTE: não existe empreender com 100% de segurança, esquece isso.

Agora que nivelamos a expectativa, vou deixar aqui alguns pontos que vi de perto que ajudaram minhas clientes a encarar o desafio com mais tranquilidade:

  1. faça a sua reserva da paz
    Principalmente se você vai fazer transição da CLT para PJ, a reserva da paz vai te ajudar a tomar decisões com mais clareza, o valor é você quem define, uma dica para começar é considerar 6 meses do seu custo de vida, no mínimo.
  2. Comece com o MVP
    O mínimo produto viável é uma forma mais barata de colocar seu negócio no mundo, não consome muito dinheiro e você tem a chance de testar seu produto, aprender sobre seu cliente, sobre sua área, sobre sua empresa. Te dá a possibilidade de estruturar o seu negócio logo no começo.
  3. Não espere estar pronta, parta para a ação
    Só comece.
    Não espere o alinhamento dos planetas ou o próximo eclipse lunar.
    Não espere adquirir todo o conhecimento do mundo, não espere ter o local perfeito.
    O seu negócio não precisa começar já do tamanho de um gigante, pode ser de pouco em pouco, pode ser atendendo um ou dois clientes, pode ser de casa, o importante é agir na direção do seu sonho, aprender enquanto pratica.
  4. Converse com um contador
    Existe um mundo de informação que você não é obrigada a saber antes de começar a empreender, mas que faz toda a diferença quando você sabe.
    Para encurtar o caminho e errar menos, busque um profissional contábil para te orientar e te alertar sobre os pontos de importância para os quais uma PJ precisa olhar.

Isso tudo vai te ajudar a ter mais clareza sobre onde está pisando, mas não te isenta dos tropeços e dos aprendizados, eles são necessários e fazem parte do processo.
O ponto é que este processo pode ser sim menos caótico, vai depender só de você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *